O Sobe e Desce Descrição do Jogo Descrição do Jogo Jogos de Cartas

Jogos de Cartas

Quando se trata de investigar a origem de certas coisas misteriosas e remotas, muitas versões surgem e há quem se baseie em vários argumentos para as justificar. Em algumas obras [3] é atribuída a origem dos jogos de cartas aos Árabes, com base em trechos do "Alcorão" que dizem serem as cartas conhecidas quando Maomé deu aos Árabes o código sagrado do Islão. O termo "naipe" também parece derivar de palavras Árabes como "nabi", "naba" ou "nabaa".

Também podem ter sido inventadas na China, por volta do século X A.C. Pouco se pareceriam com as cartas de agora, sendo maiores e com uma diferente variedade de figuras e valores.

Certo é que as primeiras cartas conhecidas na Europa são italianas, e que em seguida tiveram larga história os baralhos de Veneza. Em Portugal, conhecem-se como mais antigas as cartas que saíram da Impressão Régia a partir do século XVIII.

Hoje, as cartas surgem em diversos formatos, sendo o baralho mais vulgarizado constituído por 52 cartas divididas por quatro cores ou naipes, numeradas de 2 até 10 mais as figuras conhecidas por "Rei", "Dama", "Valete" e "Ás". Podem ser fabricadas a partir do vulgar papel ou de materiais como o papel plastificado ou plástico. Os nomes dos naipes são copas, ouros, espadas ou paus.

O grande atractivo e provavelmente a grande razão da popularidade das cartas é a versatilidade do baralho. Existem adaptações de cartas para jogos de crianças, simples e com poucas regras, como o "rouba" ou o "monte" [2], até jogos de extrema dificuldade, como o gin ou o bridge. Fora do mundo dos jogos as cartas também são usadas para a adivinhação e leituras de sorte e magia.

Para este trabalho, foi escolhido um jogo de cartas com alguma popularidade entre a população portuguesa, o jogo "Sobe e Desce".

Numa partida de "Sobe e Desce" o objectivo principal é reduzir uma pontuação inicialmente determinada até ao valor zero, através do ganho de vasas. Cada vasa é o conjunto de cartas ganha numa rodada.

O facto de ser um jogo que carece de documentação e implementações torna-o um tema apetecível para este trabalho. Um outro aspecto que torna este tema uma escolha com interesse é o facto de existir uma cultura escolar com alguma tradição neste tipo de jogos. As regras do jogo são também interessantes por permitirem bastantes escolhas durante toda a fase do jogo, existindo uma fase de escolha do naipe de trunfo, outra onde se arrisca a ida a jogo, onde é permitido trocar cartas e uma fase de jogo propriamente dita.


Nuno Pereira, 9 Junho 2004

O Sobe e Desce Descrição do Jogo Descrição do Jogo Jogos de Cartas